Buscar
  • Dr. Paulo Ladeira

Em quais circunstâncias a ex-esposa deve receber pensão alimentícia?

A maioria das ex-esposas que recebem pensão se afastaram do mercado de trabalho para cuidar dos filhos e da casa. Dependendo da idade que possuir, uma pensão pode ser necessária, pois a inserção no mercado de trabalho pode ser difícil ou até estar impedida para sempre. Uma pessoa de 50 anos, sem trabalhar há mais de 20 em sua área, dificilmente arranjará emprego. Admite-se, por vezes, uma pensão temporária (12 a 18 meses em média) para mulheres capazes de se inserirem no mercado de trabalho.


É possível também estabelecer uma pensão alimentícia com o intuito de contrabalançar uma repentina mudança de status social causada pelo divórcio. São casos em que o padrão de vida no casamento era extremamente elevado, se comparado ao atual [depois do divórcio].


A solução no seu caso concreto pode ser diferente. Contrate uma consulta com o Dr. Paulo Ladeira, advogado especializado em família, para esclarecer detalhes ou divergências nos entendimentos dos magistrados.

Posts recentes

Ver tudo